segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Menos faltosos do 4º trimestre/08

Conheça agora os alunos que menos tiveram faltas no 4º trimestre/08:
Classe Jóias de Cristo:
Nicole - nenhuma falta!!
Classe Ovelhinhas do Senhor:
Patrick - nenhuma falta!!
Classe Cordeirinhos de Jesus:
Ana Raquel - só uma faltinha...
Ingrid - só uma faltinha...
Jonathan - só uma faltinha...
Classe Soldados de Cristo:
Matheus - nenhuma falta!!
Nayara - nenhuma falta!!
Tuani - nenhuma falta!!
Vitor - nenhuma falta!!
Classe Campeões da Fé:
Késia - nenhuma falta!!
Classe Unidos em Cristo:
Jefferson - só uma faltinha...
Wanderley - só uma faltinha...
Classe Lírio dos Vales:
Inês - só uma faltinha...
Maria José - só uma faltinha...
Classe Rosa de Saron:
Carmen - só uma faltinha...
Maria Cláudia - só uma faltinha...
Renata - só uma faltinha...
Classe Abraão:
José Gomes - nenhuma falta!!
Parabéns aos menos faltosos do trimestre!!
Continuem assíduos na EBD e que a freqüência de vocês influencie aos demais!!
Deus vos abençoe!!

Balanço do trimestre

No último domingo, dia 28 de dezembro, nós encerramos um trimestre muito abençoado na nossa Escola Bíblica Dominical.

Na lição 01, nós tivemos a oportunidade de explorar a profundidade da espiritualidade, enfatizar a necessidade de um conhecimento mais amplo sobre a vida cristã e sermos encorajamos à vivência plena da espiritualidade.

Na lição 02, nós nos conscientizamos sobre a necessidade urgente da transformação da interioridade, passamos a compreender melhor o que significa a espiritualidade do interior e louvamos ao Senhor porque Ele não nos trata segundo as aparências.

Na lição 03, nós conhecemos a profundidade da espiritualidade na vida de Cristo, fomos encorajados a seguir o modelo de espiritualidade de Jesus e passamos a conhecer os elementos fundamentais dessa espiritualidade.

Na lição 04, nós conhecemos as bases da espiritualidade na teologia de Paulo, fomos convocados a uma mentalidade centrada em Cristo e aprendemos sobre a perfeita ligação entre o conhecimento e o amor a Cristo.

Na lição 05, nós conhecemos um pouco da dinâmica cristã ao longo da história, aprendemos com o testemunho do passado e fomos encorajados a observar os exemplos que podem ser seguidos na atualidade.

Na lição 06, nós desmascaramos a espiritualidade de auto-ajuda, fomos orientados na luta contra as falsas interpretação da Bíblia e incentivados ao conhecimento das verdades fundamentais da fé cristã.

Na lição 07, nós aprendemos a valorizar a espiritualidade do lar, a investir na qualidade da espiritualidade em casa e fomos encorajados a desenvolver uma vivência cristã exemplar.

Na lição 08, nós conhecemos melhor as bases da espiritualidade cristã, aprendemos a buscar o constante aperfeiçoamento de nossa vida cristã e a desenvolver o desejo de mergulhar na profundidade do conhecimento de Deus.

Na lição 09, nós afirmamos a responsabilidade missionária da Igreja, fomos encorajados a assumir uma responsabilidade missionária e vislumbramos a perfeita conexão entre missões e espiritualidade.

Na lição 10, nós aprofundamos o entendimento das dimensões do genuíno louvor, discutimos os rumos do louvor na espiritualidade hoje e fomos encorajados a preservar a espiritualidade de um louvor puro.

Na lição 11, nós aprendemos que nenhuma espiritualidade pode ser verdadeira se a Bíblia não for sua mais profunda base, entendemos que quando desenvolvemos amor pela Palavra começamos a entrar nos domínios de uma espiritualidade geradora de vida e comentamos sobre o perigo que uma espiritualidade sem a Bíblia pode oferecer.

Na lição 12, nós resgatamos o alto conceito da unidade cristã, combatemos as distorções que ameaçam a unidade cristã e aprendemos a experimentar a espiritualidade comunitária plena.

E finalmente, na lição 13, nós aprendemos sobre o valor da cruz na espiritualidade cristã, aprendemos a assumir a nossa cruz na caminhada histórica da vida e louvamos a Deus por seu inefável plano redentor.
Sem dúvida, o trimestre que se finda foi de grande valia para o crescimento espiritual de todos os alunos da EBD!
Que Deus abençoe a cada um e, se Jesus não voltar, esperamos tê-los conosco no próximo trimestre para sermos ainda mais abençoados!
Até lá!

Conheça as revistas do próximo trimestre

Só pra deixar todo mundo com vontade, conheça as revistas e os assuntos do próximo trimestre:

Classes Ministério, Abraão, Rosa de Saron, Lírio dos Vales e Unidos em Cristo:

Lição 01 - A perfeita e imutável vontade de Deus
Lição 02 - Conhecendo os propósitos de Deus na história
Lição 03 - Deus é o Senhor do sábado
Lição 04 - A páscoa é a redenção e livramento feito por Deus
Lição 05 - A instituição da festa dos Pães Asmos
Lição 06 - A instituição da festa das Primícias
Lição 07 - A instituição da festa de Pentecostes
Lição 08 - O respigo na colheita de Israel
Lição 09 - A festa das Trombetas
Lição 10 - O Dia da Expiação
Lição 11 - A instituição da Festa dos Tabernáculos
Lição 12 - O oitavo dia é uma figura da eternidade
Lição 13 - A tipologia bíblica em Levítico
Classe Campeões da Fé:


Lição 01 - Mais que vencedores
Lição 02 - O que é o amor?
Lição 03 - Cuidado com quem você anda
Lição 04 - A vida no Espírito
Lição 05 - Andando na luz
Lição 06 - Alcançando o alvo
Lição 07 - Uma vida de santidade
Lição 08 - A volta do Senhor
Lição 09 - Os falsos mestres
Lição 10 - Um desafio especial
Lição 11 - Como posso perdoar
Lição 12 - Vivendo por fé
Lição 13 - Batalha espiritual
Classe Soldados de Cristo:


Lição 01 - O adolescente e a fé
Lição 02 - O adolescente e a esperança
Lição 03 - O adolescente e a gratidão
Lição 04 - O adolescente e a temperança
Lição 05 - O adolescente e a mansidão
Lição 06 - O adolescente e a honestidade
Lição 07 - O adolescente e o amor
Lição 08 - O adolescente e o mundo
Lição 09 - O adolescente e a santificação
Lição 10 - A Bíblia e o adolescente
Lição 11 - Genrosidade, o que é isso?
Lição 12 - Conhecido por seu bom testemunho
Lição 13 - O adolescente e a oração
Classe Cordeirinhos de Jesus:


Lição 01 - Josué: primeiro livro histórico
Lição 02 - A ordem de Josué
Lição 03 - Tempos difíceis para o povo de Deus
Lição 04 - A juíza Débora
Lição 05 - Rute e Noemi: amigas inseparáveis
Lição 06 - A bondade de Boaz
Lição 07 - Mãos à obra?
Lição 08 - Um pouco de fermento
Lição 09 - Enfim, a volta para casa
Lição 10 - Uma linda rainha
Lição 11 - A recompensa da fidelidade
Lição 12 - O primeiro livro das Crônicas
Lição 13 - O segundo livro das Crônicas

Classe Ovelhinhas do Senhor:


Neste trimestre você vai ter a oportunidade de estudar os mais belos poemas hebreus: o Livro dos Salmos. Este livro era o hinário do povo de Israel.
Você vai ficar maravilhado e surpreso com a beleza de tão ricas canções. Através dos Salmos, você aprenderá sobre o amor, o cuidado e o zelo de Deus pelo seu povo. Esse estudo vai gerar em você um espírito adorador e grato. Além disso, você vai compreender o real motivo de louvar a Deus e porque somente Ele é digno de toda honra, glória e louvor!
Que o Senhor o abençoe e que os louvores de Deus estejam nos seus lábios, por toda a sua vida!

Classe Jóias de Cristo:


As crianças da Classe Jóias de Cristo vão estudar sobre a Criação.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Feliz Natal!

A Escola Bíblica Domincal - EBD - Itaquerão deseja a todos um Feliz Natal e um excelente 2009!

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Recadinho para a classe Campeões da Fé

No decorrer deste trimestre, estudamos a mais preciosa história já contada.
A vida de nosso SENHOR JESUS.

Essa história, sem sombra de dúvida, merece todo o destaque, atenção, respeito e reverência, pois falar de JESUS é a maior honra que alguém pode ter.

Cristo viveu neste mundo com um único propósito: trazer Salvação aos que nEle confiassem e cressem em Seu nome.

Porém, até hoje, muitos O rejeitam. Invalidam seu sacrifício crucial, zombam dELE, criam heresias fantasiosas, onde tentam mostrar que JESUS é uma simples fantasia, uma fábula, apenas um homem culto, inteligente... enfim... Rebaixando o nome de nosso SENHOR e SALVADOR.

Queridos adolescentes, a bíblia diz, em Efésios 6.10,11, que devemos tomar toda a armadura de DEUS para estarmos fortes no dia da batalha. Isso é sério e real. Jesus Cristo veio a esta Terra e padeceu todo o teu pecado para te dar algo que poder nenhum, dinheiro nenhum poderia pagar: a valiosíssima SALVAÇÃO! Creia nisso, jovem, e terá um amigo que a mais de 2.000 anos vive e reina à destra do PAI intercedendo por todos nós, ainda peregrinos nessa Terra.

Até o próximo trimestre!
Feliz 2009!

Carol

Professora da Classe Campeões da Fé

domingo, 21 de dezembro de 2008

Subsídios à lição 13 (13408)

Por Alan G. de Sá
Presbítero da Assembléia de Deus - Itaquerão -,
Líder do Ministério Pescadores de Almas** e
Professor convidado da EBD


Jesus Cristo: indubitavelmente, a vida deste homem é extraordinária, não apenas por Seu extraordinário nascimento, Suas extraordinárias palavras, Suas extraordinárias obras, milagres, mas também por um fato extraordinário que O distingue das demais pessoas, líderes e governantes que passaram por este mundo: Sua cruel morte em uma cruz e Sua seqüente ressurreição, três dias após. Neste breve comentário sobre a lição 13, desta valiosa revista de EBD, do Pr. José Elias Croce, tenho o prazer de falar sobre a cruz de Cristo e seu significado para nós.

A cruz e o seu significado histórico


A crucificação é um modo muito antigo de execução. O stauros (vocábulo grego para poste e cruz), era um poste de madeira com pontas afiadas onde as vítimas eram lançadas e colocadas para serem torturadas. A crucificação era um instrumento conhecido como a punição mais cruel e vergonhosa, usada pelos gregos e romanos mas já conhecida dos fenícios, de quem provavelmente gregos e romanos herdaram esse modo de execução. No império romano eram condenados nela os piores criminosos, escravos e assaltantes, autores e cúmplices de revoltas, e acontecia também vez por outra nas províncias para divertimento dos governadores.

Os condenados à crucificação eram espancados ou açoitados, primeiro com um instrumento chamado flagrum, que era um chicote com várias tiras de couro, onde eram colocadas nas pontas bolas de chumbo ou ossos de carneiro. Em seguida, a vítima era forçada a carregar o pesado patibulum, ou a barra transversal da sua cruz até o local de execução. Vemos a intensidade dos sofrimentos de Jesus Cristo mesmo antes da crucificação, nos relatos bíblicos de que Ele estava fraco demais para carregar a Sua cruz, sendo necessário que fosse auxiliado por Simão, de Cirene (Mt 27.32; Mc 15.21; Lc 23.26), após uma noite de torturas e açoites.

Nos dias de Jesus, existiam diversos tipos de cruz usados pelos romanos para execução. Acredita-se que Jesus foi crucificado na crux immissa, ou cruz latina, visto que as Escrituras declaram que a inscrição “Este é Jesus, o rei dos judeus”, foi colocada sobre a sua cabeça (Mt 27.37; Mc 15.26; Lc 23.38; Jo 19.19).

No Antigo Testamento, a morte era por apedrejamento (Dt 21.20,21), e assim o corpo morto era pendurado em uma árvore ou estaca para servir de advertência às pessoas (Dt 21.22,23; Js 10.26). Era considerado entre os judeus como um ato de maldição. Essa é a base de Gálatas 3.13

Quando sabemos o significado histórico da cruz, percebemos porque era “escândalo para os judeus e escândalos para os gregos” a mensagem de um Messias crucificado (I Co 1.22,23).


A cruz de Cristo: O início do caminho da espiritualidade


O início do caminho da espiritualidade começa na cruz, pois diante da cruz de Cristo morremos para o mundo, para o pecado e nascemos para Deus, em Cristo, em novidade de vida (Rm. 6.1ss; Gl 6.14). Agora Ele vive para Deus, como Paulo escreve: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2.20)


A Mensagem da Cruz de Cristo


Eis alguns efeitos da cruz de Cristo:


1- Substituição pelos pecadores (Is 53.4-6; Mt 20.28; II Co 5.21; I Tm 2.5,6; Hb 2.9; 1 Pe 3.18);

2- Mediação entre Deus e os homens (Cl 1.20). Ele estabeleceu a paz pelo sangue da sua cruz ( I Co 15.25-28; Jo 7.38; 16.7, 14.16, At 2.33 e Gl 3.13,14);

3- Base da intercessão pelos pecadores (I Tm 2.5,6; I Jo 2.1,2; Ap 5.6; Fl 2.8-10);

4- A cruz é a base do perdão: o perdão consiste na purificação do pecado. É o saldar ou apagar as antigas dívidas (Rm 3.25; 4.7; Atos 2.38);

5- Serve para a salvação de Israel (Rm 11.25-27). Mas aí também está indicado a salvação pessoal;

6- Serve de base para as bênçãos milenares e eternas que sobrevirão a todas as nações (Ap 21.23; Mt 25.31-46; Is 60.3,12; 61.9; 62.2, Atos15.17);

7- Significa a derrota dos poderes das trevas (Ap 2.14-15; Ap 12.7; Mt 25.41);

8- A cruz é a base da purificação entre judeus e gentios, no seio da Igreja Cristã (Ef 2.11,12).


A Mensagem do Cristo da Cruz


Jesus ainda hoje chama os Seus discípulos a negarem a si mesmos, tomarem a sua cruz a cada dia e segui-Lo (Mt 16.24-26; Mc 8.34-9.1; Lc 9.23-27). Ele é o mesmo ontem, hoje e eternamente (Hb 13.38).

Muitos pensam que carregar a cruz é suportar um problema ou dificuldade, mas carregar a cruz significa suportar toda a rejeição e até ridicularização, por parte do mundo, que nos sobrevêm por sermos seguidores de Cristo.

Significa também a renúncia dos nossos interesses pessoais, do nosso "eu", por amor a Jesus Cristo.


“Discípulo sem cruz, não é discípulo de Jesus”. (Pr. João Duque)


Deus abençoe a todos. Bons estudos. Feliz 2009 a todos em nome de Jesus.


**Para saber mais sobre o Ministério Pescadores de Almas, acesse o site: www.pescadoresdealmasitaquerao.blogspot.com

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Avisos da Semana

Atenção:

Neste ano, não haverá recesso na Escola Bíblica Dominical.
As aulas dos dias 21 e 28/12 serão normais!

Aniversariantes

Novembro

Classe Soldados de Cristo
09/11 - Bruna
19/11 - Felipe
21/11 - Matheus
22/11 - Pedro Henrique
Classe Jóias de Cristo
08/11 - Bianca
Classe Rosa de Saron
02/11 - Carmen

Dezembro

Classe Abraão
23/12 - Alexsandro
Classe Campeões da Fé
02/12 - Rafaela
Classe Soldados de Cristo
03/12 - Vitor
22/12 - Luciana
Classe Lírio dos Vales
28/12 - Maria de Fátima
Classe Jóias de Cristo
09/12 - Viviane
10/12 - Vitória M. X.
Classe Cordeirinhos de Jesus
07/12 - Caroline
16/12 - Thaís
23/12 - Maria Isabel

Parabéns a todos os aniversariantes de Novembro e Dezembro!
Que Deus vos abençoe!

Obs. Se sua data de aniversário está errada ou não apareceu aqui, entre em contato com a Secretaria pessoalmente ou por e-mail, para que possamos corrigir o problema.
Muito obrigado!

Recadinho para a classe Campeões da Fé

E ELE retorna ao Seu lar...
Nosso Jesus, em Sua estadia na Terra, sofreu um bocado... (Is 53.5)
Isso sem falar que o povo não aceitava um JESUS tão " bonzinho".
O povo queria muito uma revolução. Todavia, Jesus Cristo trouxe a mansidão, a esperança, enfim... a revolução interior. Essa que nenhum poder bélico, político, aquisitivo, pode trazer ao homem.
Cristo Jesus precisou sair de Seu lar celeste para habitar entre nós. Bem, Ele era um homem, apenas não pecou. Viveu em santidade plena, comunhão perfeita e completa com DEUS, Seu Pai, que O aguardava em Sua casa.
Ele entedia do ser humano como ninguém. Ele nasceu aqui na Terra, passou toda Sua infância, Sua adolescência, Sua juventude, Suas fortes e horríveis dores, Sua triste morte... e Sua magnífica RESSURREIÇÃO!!
Agora já estava na hora de voltar pra casa. Ele já estava perito em entender dessa raça. Agora Ele já podia interceder por nós. Afinal, ELE nos conhecia como ninguém. Todos os pecados Ele carregou por nos amar.
Agora Ele voltou para casa. E de lá mesmo intercede por nós.

Carol
Professora da Classe Campeões da Fé

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Subsídios à lição 12 (12408)

Por Maria Ferreira
Professora da Classe Lírio dos Vales


O problema da Competição

Uma das principais raízes da competição é a inveja, que em Provérbios 14.30 é definida como "a podridão dos ossos".

É característica dos seres humanos competirem entre si e lutarem pela autopromoção, porém o individualismo e o estrelismo têm levado muitos ao egoísmo. Alguns inclusive chegam a dizer: "não quero servir de degrau a ninguém".

A solidão não é a ausência de pessoas, mas a ausência de si mesmo (Mt. 26. 36-46). Na solidão devemos seguir o exemplo de Jesus: o Senhor Jesus aproveitava os momentos de solidão para orar ao Pai. Ele se retirava para os desertos e ali orava (Lc. 5.16). Era um exercício espiritual que Lhe dava forças para vencer o dia-a-dia de Seu ministério (Mc. 1.38). Cada momento que temos a sós deve ser aproveitado para nossa edificação espiritual (Sl. 1.2; Fp. 4.8).

O problema da "super" espiritualidade

O apóstolo Paulo enfrentou esse problema na igreja de Corinto.

O homem verdadeiramente espiritual é cheio do Espírito Santo, O qual o possibilita a viver para Deus. Sendo cheio do Espírito Santo, esse crente produz o Fruto do Espírito, do qual fala a Bíblia, e que não vem do esforço humano, mas vem de Deus. O homem espiritual tem a mente de Cristo.

É um erro reduzir Deus a um meio para alcançar um fim desejado. Em tudo devemos agradecer pela intervenção de Deus. O fracasso de um plano deverá levar seu idealizador a reavaliar a estratégia empregada, visando à correção dos erros (Pv. 20.5).

A falta de êxito deve levar o cristão a dar graças a Deus também pelo fato de Ele estar trabalhando em todas as coisas, até mesmo em nossos planos abortivos ou incompletos, a fim de realizar Seus propósitos divinos para o bem (Rm. 8.28; 1Ts. 5.18). Quaisquer resultados, quer sejam plenos de sucesso ou não, devem lembrar aos cristãos que os planos humanos, finitos, só se concretizam se Deus quiser, de acordo com Sua vontade soberana (Tg. 4.15).

A Ceia: celebração, unidade e vida

A Ceia do Senhor é um dos momentos mais sublimes da vida cristã comunitária. Ela foi instituída por Jesus, sendo um dos seus grandes desejos: desejei muito comer convosco esta Páscoa (Lc. 22.15).

A Páscoa, um tipo de Cristo, precisava encerrar-se debaixo da Velha Aliança para que a Ceia, um memorial da Nova Aliança, apontasse para o passado (1Co. 11.24), revelando a cruz onde nossos pecados foram cravados.

A Ceia tornou-se algo de suma importância e é a maior festa espiritual da Igreja. Através dos seus elementos, o Pão e o Vinho, a morte de Cristo é lembrada e o crente é estimulado a prosseguir em comunhão com Deus.

A Cura da Intolerância

Ao primeiro sinal de ruptura, a intolerância surge, rasgando o véu da paz. Melhor é o longânimo do que o valente, e o que governa o seu espírito do que o que toma uma cidade. (Pv. 16.32) Vencer as inclinações carnais do coração é mais glorioso do que vencer uma batalha. Eis outra importante advertência: devemos ser tardios para a ira, mostrando que o cristão deve agir com ponderação e equilíbrio.

A Cura do Egoísmo

A Igreja é a única sociedade cooperativa no mundo que existe em benefício dos que não são membros. O belo da espiritualidade comunitária é a quebra do espírito exclusivista. O fato de cada um querer ser o centro das atenções é uma atitude inconveniente ao povo de Deus, pois cria um cenário de desordem na Igreja de Cristo.

A cura do isolamento

A espiritualidade cristã vivida em comunidade é aquela que encurta distâncias e vence o abismo alienante do isolamento. Atualmente, as pessoas alimentam um isolamento doentio. Procurar a cura para nosso isolamento é aprender a conviver e tirar lições espirituais proveitosas que as situações vêm a nos proporcionar. O grande momento na vida de Moisés (Ex. 3.12) foi quando ele, solitário no deserto, teve um encontro com o Senhor (Ex. 3.6), o que mudou totalmente sua vida (Ex. 3.10).

A Igreja como exemplo de integridade

Jesus ora por seus discípulos e pede: "não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do mal". (Jo. 17.15)

Uma igreja sem mensagem é comparada a Aimaás, quando desejou dar a notícia da morte de Absalão a Davi: E disse Joabe: Para que agora correrias tu, meu filho, pois não tens mensagem conveniente? (2Sm. 18.22) Em muitos lugares está faltando uma mensagem conveniente que conscientize a Igreja de um trabalho evangelístico poderoso, em que vidas sejam abençoadas pela Graça de Deus.

A Igreja como exemplo de justiça

A Igreja é chamada a viver a verdadeira justiça. A justiça que a Igreja vive não pode ser uma usina geradora de curas e patologias de uma espiritualidade neurotizante, mas uma justiça com base na graça.

Falsas religiões - inimigas da Igreja

Jesus, em seu tempo, enfrentou as falsas religiões (Mt. 23.2). Elas se proliferavam como ervas daninhas, assemelhando-se ao verdadeiro trigo (Mt. 13.29). Jesus, ao trazer a parábola do grão de mostarda, falou acerca dos falsos ensinos que viriam sobre a Igreja, no simbolismo das aves dos céus (Mt. 13.32).

A Igreja como exemplo de ordem

Nas sociedades desordenadas da atualidade, onde tudo parece estar virado do avesso, onde está a Igreja? Deve possuir o amor? Uma das razões de não estarmos evangelizando eficazmente é a falta de amor pelos perdidos. Jesus nos ensinou como devemos agir: ir até os perdidos (Lc. 15.4), buscá-los com diligência (lc. 15.8), e recebê-los com todo amor (Lc. 15. 20,22). Este é o dever da Igreja!

Conclusão

O Senhor quer nos ensinar a ser um povo unido, uma família de Deus perfeita. Efésios 2.17 diz que Ele evangelizou a paz para os de longe e os de perto, porque Ele é a nossa paz. Porém muitos perderão essa paz, porque formam uma parede de egoísmo e isolamento. Efésios 2.19 diz que o fato de sermos da família de Deus é o maior chamado. A boa convivência é o que aniquila o individualismo e quebra o egoísmo, coisas das quais precisamos nos libertar para podermos adorar.

A lição nos ensina ainda, no tópico 3, que devemos promover relacionamentos que curam:
a-) a intolerância, por meio da aceitação do outro como ele é, para conseguirmos o remédio da graça;
b-) o egoísmo, através do ato de assumirmos que não somos sozinhos e que precisamos nos aproximar dos outros, pois fazemos parte da família de Deus (Ef. 2.10);
c-) o isolamento, que é vencido pela espiritualidade cristã, que encurta as barreiras e faz de nós pessoas boas, cheias de paz e alegria, que admiram seus semelhantes e não somente as paisagens.

Termino meu comentário aqui, pois para entender a lição em sua completude, aconselho que todos leiam a revista.

Deus abençoe a todos e ótimos estudos!

domingo, 14 de dezembro de 2008

E como foi o Dia da Bíblia?

Hoje, segundo domingo de dezembro, nós comemoramos o Dia da Bíblia.

Pela manhã, tivemos um período de leitura bíblica onde, em cerca de 2h, conseguimos ler a Bíblia inteira!
A leitura teve início exatamente às 8h01, com 5 pessoas presentes e, às 9h30, todos os 1189 capítulos da Bíblia já haviam sido distribuídos aos 109 participantes da leitura.
Muitas crianças participaram também.

Em primeiro lugar no ranking de quem leu mais versículos, tivemos a irmã Maria Hélia, secretária geral da EBD (acima), que leu um total de 1319 versículos.


Em segundo lugar, com 934 versículos lidos, nós tivemos o irmão Felipe Acioli (acima), da Classe Soldados de Cristo (12-14 anos).


Em terceiro lugar, com 920 versículos lidos, nós tivemos o irmão Vitor (acima), também da Classe Soldados de Cristo.

Após o período da leitura bíblica, tivemos uma participação especial com as nossas crianças (acima), que apresentaram ao Senhor um louvor alusivo à Bíblia.


No culto à noite, todos os órgãos da igreja participaram, começando pela Orquestra Àgape (acima).

O Ministério Jovem da igreja também teve sua participação (acima).

Tua Palavra é luz para o meu caminho
Tua Palavra, lâmpada para os meus pés...
Quero fazer valer Tua Palavra em mim
Pra que o mundo saiba que Tu és Senhor
Tu és Senhor, Jesus!
O Coral Cântico Celestial cantou junto com o Grupo de Irmãs (acima).
Enquanto, ó, Salvador, Teu livro eu ler,
Meus olhos vem abrir, pois quero ver
Da mera letra além, a Ti, Senhor...
As crianças também tiveram sua participação especial à noite (acima).
Vou entrar no meu quarto, fechar minha porta
Vamos ficar juntinhos, só eu e o Senhor
Vou pegar minha Bíblia, vou ler com carinho,
Sei que Deus vai falar comigo!
A ministração da Palavra de Deus ficou por conta do Pastor Espedito Nogueira Marinho (na foto, ao lado do Pastor Natanael, do Itaquerão), da Assembléia de Deus do Belenzinho e líder do Seminário Teológico das Assembléias de Deus - SETAD -, o qual pregou baseado em 1Coríntios 14.26.

A todos os que colaboraram direta ou indiretamente com este trabalho, o nosso MUITO OBRIGADO! Que Deus abençoe e recompense a cada um!

Queremos agradecer também a cada irmão que colaborou com nossa Campanha de Arrecadação de Bíblias: nós conseguimos arrecadar 101 bíblias, 37 Novos Testamentos e 5.400 folhetos evangelísticos!!

O objetivo deste trabalho foi despertar (ou acordar) em cada um a paixão pela leitura da Palavra de Deus, a qual é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma, e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. (Hebreus 4.12)

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

E-mail interessante que recebemos

Um irmão leitor de nosso blog mandou-nos um e-mail que achamos interessante compartilhar com todos.
Abaixo, segue o que ele escreveu:

_________________________________________________

DIA DA BIBLIA

Você sabia que em alguns países ter uma Bíblia é motivo para as pessoas serem perseguidas, torturadas, terem suas casas invadidas pelo governo á procura de Bíblias?

Ou que as Bíblias só podem ser adquiridas por meio de contrabando? Como se as Bíblias fossem algo prejudicial?

Países em que as pessoas se reúnem em lugares obscuros, a fim de cultuar a Deus, e cada um com uma página da Bíblia ou com pequenos fragmentos de livros, se alegram por poderem ler e ouvir trechos Bíblicos? Outros lugares em que há apenas um exemplar das Sagradas Escrituras, e as pessoas esperam meses numa lista para chegar sua vez de ler um ou dois capítulos, pois a fila não pode parar ?

Outros lugares onde existem duas Bíblias para quarenta pessoas, e cristão copiam textos Bíblicos à mão? Ou Lugares onde pastores precisam ensinar as igrejas que são em casas e escondidas (pois o governo não permite reunião cristã sem registro), não são cegos guiando cegos, são famintos guiando famintos.

Para você refletir.

Depois de treinar 50 jovens pastores chineses, um professor deixou o país com o coração pesado. “A experiência causou nele a profunda impressão do que seria amar a Deus de verdade.” Enquanto partia chorei. Chorei porque voltava ao mundo onde Deus não é levado a sério.Chorei porque voltava ao mundo das Bíblias fechadas e dos olhos secos.Chorei porque queria ficar com aqueles 50 jovens pastores para aprender a amar à Deus e a sua Palavra como eles amavam”.

Seja sincero, você leu um capítulo da sua Bíblia hoje? Quem sabe um versículo? Ou se quer pegou em sua Bíblia hoje, e agradeceu ao Pai por ter este precioso tesouro em suas mãos?

Antonio Carlos - Itaquerão

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Avisos da Semana

Atenção:

No próximo domingo, dia 14 de dezembro, estaremos comemorando o Dia da Bíblia.
Em virtude dessa comemoração, não haverá aula normal para as classes de adultos, jovens e adolescentes.
No lugar da aula, teremos uma atividade de leitura bíblica individual.
Em apenas 2h, conseguiremos ler a Bíblia inteira!
Isso mesmo! Leremos a Bíblia inteirinha em apenas 2h!
Funciona assim: você vai até à secretaria e pede alguns capítulos. Haverá uma planilha onde as secretárias darão baixa nos capítulos que você leu.
Cada um pode ler quantos capítulos quiser e conseguir dentro do espaço de tempo estipulado.
À noite nós apresentaremos a relação das 10 pessoas que mais leram versículos.
Para participar, não precisa ser aluno da Escola Bíblica Dominical.

Você não pode perder!
Venha ler a Palavra de Deus concosco!!

No próximo domingo, a partir das 8h.

Após o período da leitura bíblica, teremos uma apresentação especial das nossas crianças.

Lembrando que à noite teremos o nosso culto especial em comemoração ao Dia da Bíblia.
Venha, traga sua família e convide amigos para participarem!
Não esqueça também de doar a sua Bíblia para o Ministério de Evangelismo!

Contamos com sua presença!

Até lá!!

Recadinho para a classe Soldados de Cristo

Na próxima lição, estudaremos sobre o propósito no louvor e adoração.

Em primeiro lugar, é importante dizer que existem algumas diferenças entre LOUVOR e ADORAÇÃO:

ADORAR significa "
culto a Deus; amor profundo”. É "render culto a Deus; prostrar-se diante dEle em sinal de reconhecimento; idolatrar; amar apaixonadamente”.

LOUVAR
significa “admirar, falar bem, elogiar, engrandecer”.

Diariamente, estamos louvando muitas coisas ao nosso redor. Quando louvamos a Deus, estamos admirando os atributos do Seu caráter.
Através do "louvor" e da "adoração", nos aproximamos de Deus. Louvemos a Deus com toda sabedoria, adorando-O com o propósito de engrandecê-Lo, e em amor e comunhão.

Esperamos vocês no próximo domingo!

Dalziza e Edileuza
Professoras da Classe Soldados de Cristo

domingo, 7 de dezembro de 2008

Recadinho para a Classe Campeões da Fé

Compaixão? Você conseguiria explicar essa palavrinha tão pequena, com um significado tão grande?
Vamos usar um simples exemplo.

Qual é o seu sentimento quando você se depara com alguém que ainda não reconhece que CRISTO JESUS é o SENHOR dos senhores e o seu SALVADOR? Desprezo, preconceito ou compaixão?

Quando viveu nesta Terra, JESUS passava o dia todo curando, operando maravilhas, ensinando através de Suas palavras. E o mais interessante é que o povo muitas vezes nem acreditava que ELE era o Filho de DEUS.

Mas a compaixão que o Mestre JESUS sentia fazia toda a diferença.
Essa foi Sua ordenança ao sair deste mundo: Façam discípulos! (MT 28.18-20)

Somente quem é movido pela compaixão do Espírito Santo obedece o Mestre. Essa é a nossa principal missão enquanto ainda estamos aqui como peregrinos:

Fazer discípulos para o Reino de CRISTO JESUS!
Carol
Professora da Classe Campeões da Fé

Subsídios à lição 11 (11408)

Por Antonio Silva

Professor da Classe Novos Convertidos


Traçando um paralelo entre VERDADEIRO e FALSO, notamos que, no mundo físico, com relação a corpos materiais palpáveis, o objeto falso tem "quase" todas as características do verdadeiro, motivo pelo qual é confundido e até mesmo valorizado como se fosse verdadeiro.


Isto pode trazer graves conseqüências ao usuário ou a quem maneja mas, conforme está escrito, tudo que está encoberto um dia será revelado (Lucas 12.2, 19.42; Mateus 10.26; Marcos 4.22). Então, aquilo que enganava não enganará mais! Para as vítimas do engano restará apenas lamentar e chorar pelos danos sofridos.

No mundo espiritual, nós temos a Palavra de Deus como nossa fonte de revelação das verdades eternas, mas o príncipe deste mundo cega o entendimento daqueles que se deixam levar pelo engano e se afastam da verdade (2Coríntios 4.4). Existe uma batalha travada, onde o adversário, que é o espírito do engano, usa pessoas mal intencionadas que muitas vezes têm outros interesses, como o estrelismo, a fama, o poder, a riqueza, etc., ou seja, buscam a provisão para o momento, contrastando com a verdadeira carência da sociedade, que é a Salvação. Jesus já alertou sobre os que o seguiam apenas por causa do pão (João 6.26).


Mas dou graças a Deus pelos "sete mil" que não se curvaram a Baal (1Reis 19.18)! São pessoas com visão espiritual suficiente para não venderem suas primogenituras por pratos de lentilha, porque têm a Bíblia como lâmpada para os seus pés e luz para os seus caminhos (Salmo 119.105), como uma arma poderosa que é "viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração." (Hebreus 4.12)


Para concluir, como disse o comentarista da revista no tópico 2, nós devemos refletir sobre "os perigos da espiritualidade sem a Bíblia".


Deus vos abençoe e bons estudos a todos!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Recadinho para a classe Campeões da Fé

Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo -se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; Gl 3.13.
Forte, não? Porém real! Cristo se fez maldição porque toda a iniqüidade da humanidade, Deus fez cair sobre ELE.
Se Jesus morresse e não ressurgisse dentre os mortos, nossa fé não teria alicerce algum.
A morte e a ressurreição de Cristo Jesus são os principais alicerces da nossa fé.
Ora, Jesus veio ao mundo e viveu sem pecado. Porém, em Sua morte, toda a transgressão que um dia Satanás escreveu para a raça humana estava sobre ELE.

Mas, ELE RESSUSSITOU!
Para vencer a morte e nos dar a vida eterrna.

Carol
Professora da Classe Campeões da Fé

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Subsídios à lição 10 (10408)

Por Edmilson A. de Araújo
Co-pastor da Assembléia de Deus - Itaquerão e
Professor convidado da EBD

Louvor está inserido em adoração e é uma atitude de gratidão.
Podemos cantar - todos podem -, mas louvar a Deus está
em evidência quando O adoramos (Salmo 119.62,164).

Quem sete vezes no dia louva a Deus pelos seus Juízos ou levanta à meia-noite para este ato glorioso? Sim
, louvar a Deus é um ato glorioso de fé (Salmo 50:23).

Louvar é uma atitude de gratidão. Diz-se que dois anjos descem para colher orações e agradecimentos a Deus. O
anjo da oração sobe com a cesta cheia, transbordando, e o outro anjo com a cesta de agradecimento quase vazia.
A crise do louvor na atualidade é a falta de conscientização do que é e o que representa o louvor a Deus.

O louvor expressa o estado de ânimo da alma em adorar a Deus, e isso é reflexo do homem espiritual, pois o homem
espiritual louva mesmo estando em cadeias, enfermo ou no fundo do poço, porque sabe em quem ele crê. Quando Paulo e Silas estavam presos, cf. Atos 16.22-26, perto da meia-noite eles cantavam hinos ao Senhor... então todas as portas foram abertas.

No capítulo 20 do Segundo Livro das Crônicas vemos que, quando os moabitas e os amonitas vieram pelejar contra Judá, o povo se levantou e clamou ao Senhor, que respondeu a eles:
Então veio o Espírito do Senhor, no meio da congregação, sobre Jaaziel, filho de Zacarias, filho de Benaia, filho de Jeiel, filho de Matanias, levita, dos filhos de Asafe, e disse: Dai ouvidos todo o Judá, e vós, moradores de Jerusalém, e tu, ò rei Jeosafá; assim o Senhor vos diz: Não temais, nem vos assusteis por causa desta grande multidão; pois a peleja não é vossa, mas de Deus. (2Crônicas 20.14,15)
O povo, então, ao invés de enviar soldados para a guerra,
enviou levitas e louvaram a Deus com voz muito alta (vv. 19).

Em todo o tempo lovemos ao Senhor, pois ainda que estejamos em guerra, a vitória é nossa pelo sangue de Jesus.
Amém e
Amém.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Recadinho para a Classe Soldados de Cristo

A família é um projeto de Deus, e também é a base da sociedade.
A igreja é fomada por famílias, e como servos de Cristo formamos uma grande família de filhos e filhas de Deus Pai.
Não escolhemos a nossa família: ela é um presente de Deus para nós, e quando nascemos, somos um presente de Deus para ela.
É muito gostoso falarmos de família, mas mais gostoso ainda é vivermos em família!
Elas são diferentes, mas ao mesmo tempo todas iguais.
Voce já ouviu falar que mães são todas iguas, só mudam de endereço?
Pois é, elas falam isso dos filhos também...
E este assunto gostoso é o tema da nossa próxima lição.
Não percam, pois juntos aprenderemos a fortalecer os laços de afeto com as pessoas queridas com as quais Deus nos presenteou, para que verdadeiramente tenhamos Propósito com a Família!
Dalziza e Edileuza
Professoras da Classe Soldados de Cristo

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Subsídios à lição 9 (09408)

Por Gabriel Raso
Professor da Classe Unidos em Cristo

Fato muito comum em nossos dias é que as pessoas querem pregar a Palavra, mas a Palavra ainda não entrou nelas.

Muitos querem conhecer histórias e desvendar segredos, mas amados irmãos, para pregarmos a Palavra, ela tem de estar dentro de nós.
Nós temos que aprender a VIVER a Palavra, ou seja, primeiro pregar com as nossas atitudes, pois as pessoas muito mais nos vêem do que nos ouvem.

É como um provérbio popular que diz: "Pregue o Evangelho a todos, se preciso use palavras". Muitas vezes, nossas atitudes falam mais alto do que nossas palavras.

A igreja nestes últimos dias está querendo agradar ao mundo, mas poucos se preocupam em agradar a Deus. Se nós agradarmos a Deus com nossas atitudes já estaremos pregando o Evangelho.

Conhecer a bíblia é muito importante, mas é muito melhor praticá-la (Tg. 1.22). O que Deus procura são corações sinceros diante dEle, que o buscam por aquilo que Ele é, e não por aquilo que Ele pode dar.

Buscando a Deus por aquilo que Ele é, conseqüentemente nós estaremos refletindo a presença de Deus em nossas vidas, começando a fazer a diferença neste mundo, e as pessoas verão a diferença daquele que serve a Deus e daquele que não O serve.

Deus vos abençoe e um ótimo estudo a todos!

domingo, 23 de novembro de 2008

Convite Especial

A Escola Bíblica Dominical - EBD - Itaquerão
tem a honra de convidar você e sua família para participar conosco do culto especial de comemoração ao Dia da Bíblia

Com participação especial de:

Louvor

Orquestra Ágape
Coral Cântico Celestial
Grupo de Irmãs
Ministério Jovem
Grupo Infantil

Preleção

Pr. Expedito Nogueira Marinho
Pastor da Assembléia de Deus do Belenzinho e
Diretor do Seminário de Educação Teológica das Assembléias de Deus - SETAD - e do
Colégio Evangélico Oráculo

VENHA E TRAGA SUA FAMÍLIA!

Data: 14 de dezembro de 2008
Às 17h30

Local:
Igreja Evangélica Assembléia de Deus
Av. Professor Osvaldo de Oliveira, 540
Jd. Helena - Guaianazes - São Paulo/SP
(Próximo ao AMA Guaianazes)

Copie e cole o link abaixo no seu navegador e veja o mapa do local:
http://www.apontador.com.br/maps/?st=BR|SP|Sao Paulo||Av Professor Osvaldo de Oliveira|1028||-23.54527|-46.434687|3501782268682|true&tl=m&mz=1&mc=-23.5452709212455|-46.43466925781249


_________________________________________________________________

Campanha de Doação de Bíblias

Participe da nossa campanha de doação de Bíblias!
No Dia da Bíblia, traga uma Bíblia.
As bíblias arrecadadas serão doadas ao Ministério de Evangelismo da igreja.* **

* As Bíblias doadas podem ser usadas, desde que estejam em boas condições. Se preferir fazer a doação em dinheiro para que nós mesmos compremos as bíblias, entre em contato com o Diácono Alan ou sua esposa, Gemima.
**Para participar do culto, NÃO é obrigatório trazer uma bíblia. A participação nesta campanha é voluntária.

sábado, 22 de novembro de 2008

Curiosidades bíblicas


Você sabia que a Bíblia toda, de Gênesis a Apocalipse, possui um total de 1.189 capítulos e 31.102 versículos?

Aprendeu mais uma!

Fonte: www.bibliaem100dias.com.br

Se você tiver alguma curiosidade bíblia que gostaria de ver publicada no blog, por favor, mande pra nós:

ebditaquerao@gmail.com

Muito obrigado!

domingo, 16 de novembro de 2008

Subsídios à lição 08 (08408)

Por Reuel Vieira

Professor da Classe Unidos em Cristo


É preciso enxergar a realidade que Deus revela em sua Palavra, a fim de vivermos sóbria, justa e piamente. (2Timóteo 2.12)


Vivemos um tempo em que tudo deve ser rápido demais, precisa ser feito logo porque também há de haver tempo para diversas outras atividades. O mundo secular é assim e, nós, crentes, devemos reconhecer que também estamos desse jeito. Precisamos fazer isto, e aquilo, e também aquilo outro... Temos “pré-ocupações” para todo o nosso tempo. É a correria do dia-a-dia. Mas correria para onde? E, para quem? Haverá tempo para Deus?

No livro de Jó encontramos descrita certa característica que, infelizmente, impera no homem hodierno: inquietação.


“O homem, nascido da mulher, é de bem poucos dias e cheio de inquietação” Jó 14.1


Se observarmos o versículo seguinte, encontraremos:


“Sai como a flor e se seca; foge também como a sombra e não permanece.” Jó 14.2


Sai o homem, como a flor da erva, e tal como a flor da erva se seca: o homem se vai. Temos então um alerta para que haja em nós ciência da brevidade de nossa vida terrena, pois não somos eternos como as ilusões e distrações daqui às vezes nos levam a pensar.

No Livro dos Salmos está escrito: “A duração da nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado, pois passa rapidamente, e nós voamos.” Salmos 90.10


Em Eclesiastes 12, somos também advertidos: “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos dos quais venhas a dizer: Não tenho neles contentamento; antes que se escureçam o sol, e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem a vir as nuvens depois da chuva...

...e o pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu.

Ao ponderarmos isso, nos deparamos com algumas questões: Por que tanta inquietação? Qual o motivo prioritário de nosso viver? Será cada um de nós a nós mesmos? Cada um seria o motivo maior e de mais importância de sua própria vida? Não, irmãos! Terminantemente, não! Foi estabelecido o contrário:

“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu poder.” Deuteronômio 6.5


Diante de tal mandamento, faz-se impossível justificar a medíocre oferta de alguns poucos instantes de nossas vidas a Deus – afinal, Ele disse de TODO o coração, TODA a alma, de TODO o nosso poder!

Assim sendo, por que, nos resignando com a Palavra de Deus, não resistir à empolgação que o presente século nos impõe? O texto do Evangelho de Mateus capítulo 6 deve ser praticado, e não simplesmente decorado de modo a sermos até capazes de proferi-lo ao mesmo tempo em que o refutamos com nossas ações.

Não podemos negligenciar a verdade, somos peregrinos e forasteiros (1Pedro 2.11) e devemos viver aqui nesta Terra como tais, pois nenhuma das coisas deste tempo presente se compara com a glória que em nós será revelada! Romanos 8.18


Bons estudos a todos!